Arte com Ciência é um projeto desenvolvido numa parceria entre o Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI), a Universidade Federal de Sergipe (UFS) e a Secretaria de Estado da Educação de Sergipe (SEED-SE), com financiamento da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Oficina de Podcast no Colégio Raimundo Mendonça de Araújo


No dia 07 de abril foi realizada a Oficina de Podcast, no Colégio Raimundo Mendonça de Araújo, através do projeto Arte com Ciência. A oficina, além de capacitar os alunos na produção de objetos educacionais em áudio também auxiliará na re-implantação da Rádio Escolar. Os alunos que participaram da oficina foram apresentados aos objetivos e conceitos, e desenvolveram seus próprios roteiros seguindo a grade de programação proposta pela escola.


A Rádio faz parte do projeto proposto pelas professoras Carla da Conceição Andrade e Adriana Ferraz de Brito, e será inscrito no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação Científica Júnior – PIBIC Jr. Que visa entre outras coisas viabilizar o desenvolvimento de projetos de pesquisa e difusão científica em instituições de ensino.

Além da oficina, foi realizada uma apresentação do projeto Arte com Ciência a direção do Colégio Estadual Dr. Antonio Garcia Filho, que participará do projeto Arte com Ciência no ano de 2015.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Oficinas de Podcast no SESI Taguatinga

Entre os dias 24 e 27 de março os alunos do projeto Arte com Ciência do SESI Taguatinga participaram da Oficina de Podcast. Após a apresentação dos objetivos e conceitos, os alunos se reuniram para planejar os roteiros e temas dos objetos.

Cada grupo selecionou um tema para o objeto educacional em áudio, o grupo 1 falou sobre a mitologia grega utilizando uma parodia musical. Já o grupo 2 criou um roteiro sobre a miscigenação e a variedade cultural brasileira. E o grupo 3 trabalhou uma versão de jornalismo esportivo.


As atividades foram divididas em etapas, produção, gravação e edição desses objetos educacionais em formato de Podcast. Ao final da oficina todos os grupos se encontraram na sala de audiovisual do SESI e cada grupo apresentou e exibiu seu objeto.

Além disso, foi realizada a entrega dos certificados referentes as duas últimas oficinas realizadas pelo projeto: “produção de objetos educacionais” e “edição de vídeo” com a participação dos alunos das turmas do primeiro ano A e B, com o acompanhamento da equipe de professores do ensino médio e fundamental da instituição.



Esta re-aplicação é fruto de parceria estabelecida entre o IPTI e o SESI Nacional, que prevê uma experiência piloto em 2 unidades escolares do SESI, na perspectiva de que possamos sistematizar uma metodologia que permita a disseminação para outras unidades interessadas.
 

quinta-feira, 12 de março de 2015

Oficinas de Edição de Vídeo no SESI Taguatinga

Aconteceu entre os dias 03 e 06 de março a Oficina de Edição de Vídeo do projeto Arte com Ciência, na unidade de ensino SESI Taguatinga, Distrito Federal. Os alunos, que tiveram contato com a linguagem audiovisual através das oficinas de cultura digital, e filmaram os objetos educacionais durante a primeira oficina tiveram contato com softwares livres de edição que poderão ser utilizados no decorrer do projeto.





Cada grupo teve contato com conceitos básicos de montagem, depois desenvolveu de forma independente a montagem de seus vídeos, com o auxílio dos monitores do projeto. Depois de todo o trabalho os alunos apresentaram seus objetos educacionais para os colegas durante uma sessão especial no auditório de audiovisual do SESI Taguatinga.

Os alunos já estão se organizando em pequenos grupos para desenvolver os próximos objetos educacionais. Estão previstas ainda oficinas de Animação Gráfica e de produção de Curta-metragem.



Esta re-aplicação é fruto de parceria estabelecida entre o IPTI e o SESI Nacional, que prevê uma experiência piloto em 2 unidades escolares do SESI, na perspectiva de que possamos sistematizar uma metodologia que permita a disseminação para outras unidades interessadas.

segunda-feira, 9 de março de 2015

Oficinas de Cultura Digital acontecem no SESI Taguatinga


Entre os dias 09 e 13 de fevereiro foi realizada a Oficina de Cultura Digital na unidade de ensino SESI Taguatinga, Distrito Federal, que teve o intuito de capacitar alunos e professores para a produção e compartilhamento de conteúdos educacionais, em formato multimídia. Além da oficina, foi entregue o kit completo para criação do Centro de Produção Digital da unidade, os alunos sob a supervisão dos professores vão poder criar conteúdos educacionais a partir do conhecimento adquirido nas oficinas.

A Oficina de Produção Audiovisual permitiu que os 20 alunos participantes, selecionados pelos professores entre os alunos do 1º ano do ensino médio turma A e B, tivessem acesso a noções técnicas e práticas nas áreas de Fotografia, Som e Elaboração de Roteiros para objetos educacionais.

Ao fim da semana os alunos, utilizando conceitos básicos de luz, cor, imagem em movimento, captação de som, noções de narrativa audiovisual, habilidades pessoais e conteúdos da grade de ensino com a supervisão dos monitores, produziram Objetos Educacionais em vídeo que serão editados na oficina de edição que acontece entre os dias 2 e 6 de março.

O professor responsável por Coordenar o projeto na Escola SESI, Rafael Haruin, está bastante animado com a implantação do Centro e afirma que os alunos e professores estão entusiasmados com as possibilidades de criação de ferramentas de ensino e do incentivo a criatividade dos alunos.







Esta re-aplicação é fruto de parceria estabelecida entre o IPTI e o SESI Nacional, que prevê uma experiência piloto em 2 unidades escolares do SESI, na perspectiva de que possamos sistematizar uma metodologia que permita a disseminação para outras unidades interessadas.

domingo, 16 de novembro de 2014

Início da re-aplicação no SESI de Taguatinga

Nesta quarta-feira, dia 12 de novembro de 2014, iniciamos as ações de re-aplicação do projeto Arte com Ciência na rede SESI de ensino, começando com a unidade localizada em Taguatinga, Distrito Federal.

Esta re-aplicação é fruto de parceria estabelecida entre o IPTI e o SESI Nacional, que prevê uma experiência piloto em 2 unidades escolares do SESI, na perspectiva de que possamos sistematizar uma metodologia que permita a disseminação para outras unidades interessadas.

Depois de conversas com a diretoria da unidade SESI de Taguatinga, realizamos uma atividade de sensibilização e mobilização dos professores desta unidade, do primeiro ano do ensino médio. Como os alunos do segundo e terceiro anos do SESI têm atividades nos dois turnos, a diretoria da escola sugeriu que o Arte com Ciência seja concentrado nos alunos do primeiro ano, sendo que no segundo semestre começaremos e envolver os alunos do 9o ano do ensino fundamental, para que eles já iniciem o primeiro ano do ensino médio alinhados com o projeto.





A reunião foi excelente, com elogios ao projeto da parte de todos os professores do SESI, que disseram estar seguros de que a proposta vai ganhar adesão imediata e entusiasmada dos alunos. As oficinas de cultura digital serão realizadas na semana de 9 a 13 de fevereiro de 2015, uma vez que as aulas começam em 28 de janeiro de 2015.

Um aspecto interessante da metodologia de oficinas é que alunos de Sergipe, das escolas participantes do Arte com Ciência, desde o início, atuarão como oficineiros, junto à equipe do IPTI. Esta estratégia, além de promover maior engajamento por parte dos alunos e permitir intercâmbio, também contribui para que o projeto possa ganhar escala, em função da redução dos custos das oficinas.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Alunos do Comendador Calazans inovam na realização de Objetos Educacionais

Dando continuidade às atividades do Centro de Produção Digital, os alunos do Colégio Estadual Comendador Calazans, realizaram na manhã do dia 17 outubro o Objeto Educacional envolvendo a equação de segundo grau. O objeto que eles intitularam “Gudesteu e a Prova de Matemática” foi desenvolvido seguindo etapas de pesquisa, criação do roteiro e solução das dúvidas até chegar a etapa de gravação propriamente dita, que ocorreu na Clínica de Saúde da Família: "Amilka Dantas do Amor" e no próprio Colégio Comendador Calazans.



O que mais chamou a atenção dos professores e da equipe do posto de saúde foi a criatividade dos alunos e a desenvoltura na execução. A equipe se dividiu entre direção, produção, câmeras e atuação. Todos participaram e tentaram contribuir da melhor forma com as questões da filmagem, e a professora de Matemática auxiliou os alunos nas resoluções das questões para que eles pudessem abordar o assunto mantendo a criatividade, mas sem fugir do tema. 




O grupo já se organizou para executar a etapa de edição do vídeo, enquanto outra parte da equipe já busca desenvolver as etapas da elaboração de um novo roteiro para o próximo objeto. 

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Alunos do Arte com Ciência participam do CIENART - Feira Estadual de Ciências, Tecnologia e Artes de Sergipe

Com o projeto intitulado “ESTE RIO NOS PERTENCE”: PERCEPÇÕES E PRÁTICAS DOS ALUNOS DO CEPRMA ACERCA DO RIO REAL, INDIAROBA, SERGIPE, os alunos do projeto Arte com Ciência com a orientação das professoras Carla da Conceição Andrade, Andércia Santos Silva e Adriana Ferraz de Brito, participaram no último dia 10 de outubro do CIENART - Feira Estadual de Ciências, Tecnologia e Artes de Sergipe, no Centro de Convenções de Sergipe.

Os alunos do Colégio Estadual Raimundo Mendonça de Araújo desenvolveram o projeto seguindo as etapas do método científico: levantamento bibliográfico, entrevistas, coleta de dados e roteiros para a apresentação do produto final durante a Feira, que contou com uma maquete e objetos educacionais relacionados desenvolvidos pelos alunos do projeto Arte com Ciência durante a pesquisa. O projeto teve destaque entre os mais de 120 estandes de trabalhos artísticos e científicos relacionados a áreas das ciências e tecnologia.

Para a professora Carla Andrade “A participação de alunos em eventos científicos representa uma oportunidade de incentivá-los à descoberta, à experimentação, à produção do conhecimento. Mobiliza a sala de aula ao dar um sentido científico aos conteúdos trabalhados e aproximar alunos e professores na construção do conhecimento. Enfim, estimula o protagonismo juvenil, pois ao submeter seus trabalhos à avaliação, os alunos se dedicam com o compromisso de fazer o melhor possível e de maneira colaborativa.



A professora ressalta ainda que “a parceria do projeto Arte com Ciência é fundamental para incentivar nossos alunos a trilhar o caminho da iniciação científica, já que o projeto visa à produção do conhecimento através do olhar e da linguagem dos jovens. O uso das tecnologias e o conceito de aprender fazendo, tão presentes no projeto, aguçam a curiosidade dos estudantes, que anseiam a cada semana, a próxima etapa a ser cumprida”.

Alunos envolvidos no projeto:

Ana Carla Batista Santos, Brenda Cláudia Santos Góes, Carlos Henrique Santos Araújo, Gabriel Brito Silva, Herimayco Cardoso do Nascimento, Isadora Oliveira Araújo, Luciano Ferreira Salgado, Luís Carlos Conceição Silva, Thiara França Barreto.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Alunos da Escola Comendador Calazans participam de Oficina de Manutenção de Computadores


Nos dias 11 e 12 de setembro foi realizada no Colégio Estadual Comendador Calazans, em Santa Luzia do Itanhi a Oficina de Manutenção de PCs. Esta e outras atividades que vem sendo planejadas e desenvolvidas tem o intuito de capacitar os alunos para desenvolver as atividades propostas do projeto com mais eficiência e independência. 

A Oficina de Manutenção de Computadores vem com a proposta de permitir que os alunos identifiquem pequenos problemas e possam solucionar de maneira mais rápida dando continuidade as suas atividades normais.



A Oficina foi ministrada por Bruno Reis, membro da equipe do IPTI no setor de TI. O conteúdo foi apresentado em duas aulas, uma com abordagem mais conceitual e teórica, e outra com o aprofundamento prático dos conceitos manipulando computadores reais.  


Os alunos participantes se empolgaram com as possibilidades geradas pela oficina, todos já se interessaram por uma nova etapa de mais essa formação curricular na área de informática básica. 

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Alunos do Arte com Ciência participam da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente

Entre os meses de maio e setembro os alunos do projeto Arte com Ciência do Colégio Raimundo Mendonça de Araújo tem desenvolvido o projeto intitulado “Lançando Redes no mar de ideias: práticas de higienização, manipulação e conservação de pescados no município de Indiaroba/SE” com a orientação das professoras Andércia Santos Silva, Adriana Ferraz de Brito e Carla da Conceição Andrade. Este projeto foi inscrito na Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente.

A Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (OBSMA) é um projeto educativo bienal promovido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para estimular o desenvolvimento de atividades interdisciplinares nas escolas públicas e privadas de todo o país.

O projeto científico foi desenvolvido em etapas, com pesquisa, entrevistas, aplicação de questionários e por fim a realização de um mini documentário, com o auxílio dos monitores do projeto sobre a realidade encontrada pelos alunos a cerca das práticas de manipulação e higiene dos pescados no município de Indiaroba, para que a partir deste estudo os pescadores possam ser informados melhor sobre a higienização e estes alimentos cheguem à mesa ainda com qualidade e livres de organismos causadores de doenças.



Brenda Claudia, aluna do projeto e membro do Centro de Produção Audiovisual da escola, fez a narração do vídeo que ela e os colegas realizaram na cidade. Ela comentou sobre a importância da existência do projeto Arte com Ciência para incentivar a participação dos alunos em atividades extracurriculares.

Todos os alunos envolvidos no projeto:
Ana Carla Batista Santos, João Marcos Santos Rosário, Layla Raiane Reis Santos, Davi Santos Paixão, Érica Santos Barreto, Maria Aparecida Tavares, Maria de Lourdes dos Santos Neta, Brenda Cláudia Santos Góes e Thiara França Barreto



segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Palestra: As mudanças nos padrões estéticos durante a história no Colégio Arabela Ribeiro

Retomando o ciclo de trabalhos, foi realizada no dia 27 de agosto a Palestra “As mudanças nos padrões estéticos durante a história” no Colégio Arabela Ribeiro, pelo professor de Literatura e cineasta Isaac Dourado. 


O professor Isaac levou para os alunos um breve histórico sobre as mudanças nos padrões estéticos e como eles afetam os critérios de gosto e padrões de beleza da sociedade. As turmas de 1º e 3º anos do Ensino Médio protagonizaram um debate sobre as implicações desses padrões nas condições de saúde das pessoas e como isso afeta a formação deles próprios, jovens em formação intelectual e física. Eles discutiram ainda problemas como, por exemplo, o uso de drogas, distúrbios físicos e alimentares causados pela influência da mídia. A diretora do Colégio Maria Gorete, participou do debate ao final da sessão e falou da importância de atividades desse tipo em complemento a formação dos alunos.

Esta Palestra faz parte de um ciclo de atividades pensado para contribuir com a formação crítica dos alunos das escolas que participam dos projetos. Elas auxiliam na evolução da escrita e capacidade de argumentação dos alunos e atrai mais alunos para o projeto. O ciclo só se encerrará quando o grupo de alunos de cada escola absorver a extensão transdisciplinar do projeto Arte com Ciência e passar a multiplicar a visão do projeto para os outros alunos da instituição.
Finalizando a atividade foi exibido o curta-metragem “Xandrilá”, que trabalha um pouco das questões discutidas durante o debate. O Curta é uma realização da Gonara Filmes e da Sete Nove Audiovisual e foi co-produzido pelo professor Isaac Dourado.


Como primeira atividade de palestra nessa retomada, encontramos algumas dificuldades de aglutinação e interação dos alunos. Contudo, vamos buscar fortalecer o vinculo com o corpo diretivo e de funcionários, e vamos gerar um calendário de atividades o que acarretará numa confiança maior da parte deles para com o projeto, levaremos essas experiências para as outras escolas participantes.